quinta-feira, 30 de abril de 2009

Primeiros 11 minutos de X-Men Origins: Wolverine

A versão que vai as lojas de X-Men Origins: Wolverine chegou nas caixas de correio do VG247 nesta manhã. Sempre nos ajudando, eles postaram um vídeos dos primeiros 11 minutos de jogo. A versão escolhida foi a de 360.

Podemos ver claramente o fator de cura do herói em ação e uma série de mecânicas de jogabilidade interessantes, porém já consagradas. É incrivelmente violento como todo jogo do lendário mutante deve ser.

Eu pessoalmente estou amplamente satisfeito com este produto. Ainda não joguei pessoalmente, mas através desses vídeos eu percebi que a Raven finalmente conseguiu quebrar o tabu dos jogos baseados em longa-metragens.

Veja por sua conta em risco, não queremos estragar sua diversão.

Army of Two: The 40th Day ganha novo trailer

Worst zoo ever!

É o que diz o final do novo trailer de Army of Two: The 40th Day que a EA soltou hoje. Todas as cenas são absolutamente in-game segundo o aviso de abertura do trailer.

No trailer podemos ver muitos tiros, explosões e homens jogando mulheres do alto de edifícios. Somente esse tipo de coisas normais.

O título continua sem data de lançamento. Está marcado para PS3, 360 e PSP.

BOMBA! Forza 3 é anunciado no Brasil!

fm3portal

HOLY MOTHAFUCKA OF HOLYSHITING GOD!

A Microsoft Brazil, falando em um evento em seus escritórios em São Paulo, mencionou pela primeira vez de modo oficial Forza Motorsport 3! O logo do jogo é mostrado na tela na lista dos jogos que chegarão no final do ano!

Assista o vídeo! O logo aparece na tela aos 6:58 e é saudado com gritos e assobios pela platéia.

O jogo é certeza para a E3 2009.

Obrigado Microsoft Brasil! È a primeira vez que um game AAA é anunciado primeiro em nossa humilde terrinha!

ALL HAIL FORZA!

[PSP] Lançamentos e Jogos anunciados

null


Eu não sei se a Sony ficou com pena de mim porque eu perdi meu Xbox 360 para as 3RLS e por isso só tenho o PSP , mas só sei que a Sony está me fazendo bem feliz com a lista de lançamentos para o (na minha opinião) melhor videogame portátil que eu já vi e que eu me salva de ficar entediado sem nada pra fazer. Mas confiram ai a lista, e agradeço ao Pride da comunidade do PSP BRASIL.

A LISTA : (Por Enquanto)

Luta:
Tales of VS
Tekken 6
Soul Calibur: Broken Destiny
Naruto
Steambot Chronicles: Vehicle Battle Tournament
Fate/Unlimited Codes

Ação:
Assasin's Creed
Marvel Ultimate Alliance 2
Little Big Planet
Dante's Inferno
Monster Hunter United
Silent Hill Shatered Memories
Army Of Two
SOCOM: Fireteam Bravo 3
Parasite Eve: The 3rd Birthday
Cannon Fodder
Undead Knights
Unbound Saga

RPG / Action RPG/ Estratégia:
Kingdom Hearts Birth By Sleep
Final Fantasy Agito XIII
Ys 7
Ys I & II Chronicles
Tales of Rebirth
Tales of the World: Radiant Mythology 2
Legend Of Hero: Narisokonai e Legend of Heroes: Sora no Kiseki SC
.hack//Link
Class of Heroes
Brandish: Dark Revenant
CrimsonGem Saga
Tales of Rebirth
Growlanser
Hero for 30sec.
CardBoard War Machine
Class of heroes

Aventura:
Yumi's Odd Odyssey
Harvest Moon: Sugar Village and Everyone's Wish
Jak & Daxter: The Lost Frontier
Harry Potter And the Half Blood Prince

Esporte e "Diversos":
Rock Band Unplugged
Fifa 2010
Madden NFL 2010

Corrida:
Motor Storm
Formula 1 2010
Need for speed: SHIFT

Ainda para serem lançados no ocidente:
Final Fantasy: Dissidia
Coded Soul
Persona
Disgaea Portable 2
Tales of the World: Radiant Mythology 2
Zwei!!
Disaster Report 3

!!!VIVA O PSP!!!

“PES está no retrovisor de FIFA”



Peter Moore, presidente da EA Sport, diz que atualmente existe uma distância entre a qualidade de FIFA e o seu rival PES, estando o jogo da Konami no retrovisor do jogo da EA.

Peter Moore reconhece o trabalho que a sua equipe teve para desenvolver o FIFA 09, mas ele quer uma melhor prestação para o jogo deste ano, esperando que a média no metacritic suba para 90. Convém dizer que FIFA 09 teve uma média de 87 na Xbox 360 e PlayStation 3.

Durante a apresentação de FIFA 10, no estádio Emirates em Londres, Moore disse ao pessoal da Eurogamer em Inglaterra:

"Quero 90! É um desafio, e como disse na apresentação, não é fácil um jogo de esporte continuar a subir a qualidade todos os anos - e eu sei bem o quanto é difícil."

"FIFA 09 tem sido espectacular mas temos uma grande expectativa para FIFA 10. Por isso sim, Rutter (produtor de FIFA 10) tem algum trabalho pela frente, mas sim, eu gostaria de um 90 este ano."

Sem desvalorizar a Konami, empresa que respeita e conhece do tempo que esteve no Japão, Moore diz que no dia em que eles comecem a descansar sobre o sucesso, será o dia em que começarão a ficar para trás.

"Temos alguma distância no espelho retrovisor entre nós e a concorrência de momento, mas não nos acomodamos e não podemos parar de tentar inovar e assegurar que mantemos essa distância entre eles e nós."

A “guerra” entre FIFA e PES parece que já recomeçou, então só nos resta esperar pelos novos jogos e ver quem relamente tem vantagem.

Fate/Unlimited Codes também vem para PSP

Durante o evento Captivate 09, realizado na última semana na cidade de Monte Carlo, em Mônaco, a Capcom revelou a produção do game de luta Fate/Unlimited Codes para PSP. O título foi lançado no ano passado para arcade e PlayStation 2.

Inspirado na série de adventures gráficos "Fate/stay night" para PlayStation 2 e computadores, o título terá 17 personagens jogáveis e promete combates rápidos com armas.

Estará presente também um modo história, opções de partidas entre dois jogadores em rede local e muito conteúdo extra para ser habilitado, incluindo roupas e minigames.

A produção está a cargo do estúdio 8ing, o mesmo de Tatsunoko vs. Capcom: Cross Generation of Heroes para Wii, e o lançamento está previsto para o meio deste ano unicamente por meio de download, ou seja, nada de versão em UMD.

Na parte de baixo está o vídeo que a Capcom apresentou durante a Captive 09.

GameSpot testa o novo Need for Speed: Shift

No último evento da imprensa que a EA promoveu em San Francisco, a companhia tinha dois 'stands' com builds do NFS Shift. Dependendo da versão que você fosse jogar, você tinha dois pontos de vista completamente diferentes do que o jogo se trata. O pessoal da SMS está concentrado em fazer a experiência mais realista e fiel ás corridas de verdade já vista em um NFS (e por que não, um game de corrida?), mas também manter a curva de aprendizado fácil que sempre foi uma parte da série. Os dois aspectos do game foram mostrados no evento, e de certa forma, as diferenças não poderiam ser maiores.

Primeiro, as semelhanças. Mesmo que os dois stands tinham carros e pistas diferentes, o foco em simular a experiência de piloto foi completamente efetiva nos dois. O game estava rodando a sólidos 30 fps, mas o ritmo dos carros na tela não era nada lento. Parcialmente devido a taxa estável de FPS, mas também por causa de alguns efeitos visuais inteligentes -- mais perceptíveis na vista do cockpit -- que realmente ajudam a colocar o jogador atrás do volante virtual. Primeiro, há alguns pequenos movimentos da câmera quando você freia ou acelera --'pancadas' para emular sua cabeça sendo jogada pra frente ou pra trás-- Essa câmera super criativa também é afetada por imperfeições e subidas das várias pistas, assim como qualquer batida em outros carros, ou objetos do mapa.


Apesar da câmera dinâmica não ser exatamente 'nova' para games de corrida, o jogo usa alguns efeitos de distorção de formas que nunca tínhamos visto no gênero. Quando você está rápido na visão do cockpit, sua visão vai começar a distorcer o interior do carro, enquanto a estrada e os competidores vão continuar focados. É um efeito que emula o foco dos motoristas, enquanto eles se concentram no caminho á frente, bloqueando o resto da visão periférica. É uma técnica linda, mas nós achamos um pouco desnecessária. Afinal, quando estiver jogando, seus olhos vão focar naturalmente nas coisas que importam na pista, bloqueando as outras coisas que você não precisa se concentrar. E também, vendo que o espelho retrovisor fica distorcido também, os carros atrás ficam distorcidos e sem foco, o que nós achamos extremamente irritante, especialmente em corridas apertadas. Estamos esperando que a SMS inclua uma opção para colocar ou tirar esse efeito, dependendo da preferência do player.

Então, mesmo que gráficos perfeitos estavam nas duas versões, o contraste entre os dois games estava nos carros e na pista. Uma versão do game tinha uma corrida de três voltas em Wilow Springs Raceway (é, a pista do ProStreet), no deserto da Califórnia. Diferente de pistas como Laguna Seca e Road America, Willow Springs é uma pista menos conhecida, cheia de curvas fechadas, curvas de alta velocidade e divertidas trocas de elevação. O carro era uma McLaren F1, um dos carros mais potentes do Shift, com uma quantidade monstruosa de potência e uma handling responsiva. Apesar da potência, o carro não foi um pesadelo para controlar, devido ao monte de assists ligados para ajudar a conter a temida McLaren. Controle de tração, ajuda nos freios, e a driving line (as flechinhas da pista) colorida fizeram a corrida de três voltas poder ser terminada com facilidade, e alguns competidores da AI fracos foram de pouco desafio.

----------------------------------





----------------------------------

Compare isso ao outro stand com o game, que continha uma corrida cheia de Nissan Skylines de 1969 correndo nas ruas de Tokyo. Em contraste a McLaren em Willow Springs, quase todos os assists pareciam estar desligados nessa versão, resultando em um NFS que não parecia nenhum outro, salvo talvez o Porsche Unleashed. Era um carro que não era muito rápido, era solto nas curvas, tendia a derrapar facilmente, e que não ajudava se você errasse o tempo da curva. Aqui, também, os oponentes não perdoavam, não tinham medo de te acertar nas curvas, nem vergonha de te deixar comendo poeira se não conseguisse acompanhar. Isso tá longe do gameplay manjado do NFS que estamos acostumados, e foi uma experiência ótima, mesmo que acabaram chutando nossos traseiros.

É entre esses dois extremos que NFS Shift se encontra - um simulador verdadeiro indo atrás dos fãs de Forza e GranTurismo, e um NFS que é amigável o suficiente para jogadores casuais, para manter os dólares entrando. É uma aposta perigosa, considerando que uma porção dos fãs está esperando mais um game desinspirador cheio de cutscenes manjadas. Mesmo assim, se Shift conseguir abrangir um novo público, estabelecendo-se como um simulador de respeito, pode ser uma aposta que valha a pena. Fique ligado para o lançamento do jogo em Setembro.

----------------------------------

Sinceramente, eu estou aliviado por ler esse hands-on!

Dead Space para a Wii traz um segredo

null

A Electronic Arts realizou um evento, na semana passada, em Londres, no qual fez saber que Dead Space Extraction traz consigo um segredo que poderá impulsionar a série.

Depois destas declarações, alimenta-se ainda mais os rumores de que esta versão, para o Nintendo Wii, poderá fazer a ponte entre o jogo original e uma sequencia.

"Deixem-me apenas dizer que há definitivamente uma conectividade entre este jogo e o Dead Space original. Existe conectividade entre eles e talvez…entre outras coisas. Por enquanto não posso falar."

"Quando tivermos um descanso de termos estado aqui no Reino Unido e regressarmos pra casa, nós iremos falar com a equipe do Dead Space original e vamos falar sobre o jogo."

Steve Papoutsis, em declarações ao site CVG

Ao que parece, a série Dead Space está longe de ter um fim à vista. Agora vamos esperar pela E3 e ver se este segredo é revelado ou não.

Magna Carta II ganha imagens e confirmação de lançamento ocidental

magnacarta2___header

O RPG koreano Magna Carta II ganhou hoje a certeza de um lançamento norte-americano. Em nota a imprensa a Namco Bandai confirmou que o jogo será lançado nos Estados Unidos no fim deste ano.

Magna Carta II é exclusivo do Xbox 360, faz uso da Unreal Engine 3 e traz combates que combinam ação em tempo real e um sistema de “timing”.

Imagens abaixo.

Microsoft celebra aniversário de GTA IV com novo bundle

Foi há precisamente um ano que Grand Theft Auto IV foi lançado para a Xbox 360 e PlayStation 3, e, de forma a comemorar o aniversário do jogo, a Microsoft anunciou que vai lançar um novo "bundle".

Apesar de se tratar de uma edição limitada, o modelo da consola incluído é a Elite, que se faz acompanhar pela obra-prima da RockStar e ainda dois autocolantes exclusivos. O episódio The Lost and Damned, ao contrário do que era esperado, não é oferecido neste pack, o que pode desapontar alguns fãs.

Por agora, ainda não existem informações sobre quando vai ficar disponível e a que preço, mas prevê-se que chegue aos EUA e à Europa.


Fonte: Eurogamer

Dead Rising 2 - Preview

thumb1280x1280_3482352707_f9dc5d753e_o

Produtora: Blue Castle Games Distribuidora: Capcom

Plataformas: PC, Xbox 360 e PlayStation 3 Gênero: Ação/Aventura

Dead Rising foi um dos jogos que se destacou no começo desta geração. Lançado no início de 2006, produzido pela Capcom Japão, exclusivamente para o Xbox 360, ele foi um dos poucos que agradou tanto o público ocidental como o oriental.

Para focar ainda mais no lucrativo mercado ocidental, a Capcom decidiu entregar o jogo para os canadenses da Blue Castle Games. Não precisa se preocupar, pois, ao contrário do que algumas empresas fazem, a Capcom está companhando de perto a produção do game, inclusive Keiji Inafune, criador do game original, faz uma vídeo-conferência com a empresa semanalmente. E vem dado certo. Muito certo.

Fortune City, baby!

thumb1280x1280_3483172264_77ec16594e_o

Após os eventos no Willamette Mall, você agora é outro personagem. Chuck Greene é um motoqueiro que passa na cidade inspirada em Las Vegas para ter um pouco de diversão, bebida e mulheres. O que ele não esperava é que elas tentariam, literalmente, comê-los.

A infecção se espalhou. De algum modo que nós ainda não sabemos - a obra de Carlito, que era uma vingança para os que, segundo ele, destruíram sua cidade Santa Cabeza - o vírus se espalhou para várias localidades dos Estados Unidos.

Se no primeiro jogo tínhamos um Shopping, em DR2 teremos toda uma pequena cidade. Obviamente, isso significa que teremos mais zumbis na tela. O que você chama de “evolução natural” não existe aqui. Em vez disso, temos o que nós chamamos de “evolução sobrenatural”.

O trabalho em conjunto da MT Framework com uma tecnologia totalmente nova da Blue Castle, feita para este jogo, permite que até 7 mil zumbis apareçam na tela, sem perca de desempenho. Para efeito de comparação, o primeiro para o Xbox 360 tinha, no máximo, 540 zumbis na tela.

Ataque total

custom_1240919747087_batter_up

Qualquer um que jogou sabe que o real barato de Dead Rising era “atacar com todo e qualquer item”, ao menos era isto a promessa da Capcom. Na prática as possibilidades eram apenas próximas disso. É o que diz o CEO da Blue Castle, Dan Brady.

“Na verdade, o primeiro jogo era uma ilusão neste sentido. Você não poderia usar toda e qualquer coisa. Isso nós vamos fazer para valer no segundo.”

As palavras, duras, mas realistas de Brady, mostram o comprometimento com um jogo de qualidade tão boa ou até melhor que o primeiro jogo.

Ele abre a demo, numa rua de Fortune City, próxima a um cassino, a mesma que você viu no trailer. Neste momento, mil zumbis aparecem na tela, o dobro do máximo visto no primeiro jogo. Brady então pega o famoso bastão de beisebol e começa a atacar os zumbis.

O HUD é semelhante ao primeiro. No topo esquerdo, o life, um pouco maior do que o de Frank West. Do lado direito, a arma que você está segurando. No canto deste mesmo lado, a contagem de zumbis que você matou. Há uma novidade também: o quanto de dinheiro que você acumulou.

A física também melhorou e os zumbis mais convincentes. Brady então pega uma guitarra e começa a atacar. Os movimentos de Chuck são uma evolução natural dos de Frank.

Como nós já falamos, há a cabeça de um alce. Essa é uma novidade. As roupas podem ser trocadas, mas o uso de algumas também poderá servir para atacar seus inimigos.

Então, Chuck coloca a cabeça e começa a correr em direção aos zumbis, matando todos que atinge. O sangue se espalha, e atinge a tela. Chega até um momento que sua visão é dificultada por isso.

Por último, armas de fogo. Uma das maiores críticas do primeiro jogo era o péssimo uso destas armas. Brady concorda, e critica a sua atual distribuidora por isso, algo raro nestes dias.

“Como um ocidental, eu gosto mais de armas de fogo do que a Capcom. Eles passam bem menos tempo do que deveriam com estas armas.”

O uso delas agora é algo semelhante ao de Gears of War. Não com cobertura, é claro, mas com a câmera acima do ombro. Brady então pega uma machine gun e começa a metralhar todos que vê pela frente.

Dead Rising 2 não é um jogo que focará no uso das armas de fogo. É um sandbox, então você joga do jeito que quer. Mas se você é um grande fã destas armas, temos uma surpresa para você”, diz o enigmático CEO.

Então, Brady faz com que Chuck pegue um tanque de propano e bata nos zumbis. Após isso, ele joga o tanque num lugar de bastante concentração dos seus inimigos e explode-o, matando todos por perto.

Então, Chuck pega uma espada de samurai. Se você se lembra bem, a katana do primeiro jogo cortava o seu inimigo apenas no meio. Dessa vez, você poderá cortar membros do corpo antes, para depois finalizar seu inimigo. Tudo dependerá da sua posição.

O massacre da serra elétrica

custom_1240919355521_gore

“Você está olhando agora para 2 mil zumbis na tela, quatro vezes a mais que no primeiro jogo,” diz Brady.

Então ele pega uma das nossas armas favoritas do primeiro, a serra. Ela foi redesenhada dessa vez. Ele usa na cabeça de um zumbi, com o sangue se espalhando até que a cabeça caia, o zumbi fique de joelho, e finalmente, caia de lado. Sim, poderemos cortar partes específicas, assim como na katana.

“Zumbis são como uma força, uma pressão, como se fosse um rio.”

Então, o que você acha de colocar duas serras em uma arma só e sair “nadando” por este rio? É o que Chuck faz. Agora, a contagem de mortos está em 202. Isso também levanta a possibilidade de combinação de armas.

“Chuck está usando uma jaqueta de motoqueiro. Ele é um, e nós estamos focando um pouco mais nos veículos dessa vez,” diz Brady.

Por isso que Chuck agora está numa motocicleta. Ele pisa no acelerador e sai em direção ao rio de zumbis. Todos que estão na sua frente voam, numa impressionante animação física. A contagem está agora em 410.

“O jogador vai se divertir jogando nesse mundo aberto,” fala Brady. E não é para menos. Chuck agora está numa moto com duas serras encaixadas. São 7 mil zumbis na tela, o máximo da engine.

Ele acelera, e o que você vê é uma parede de zumbis. É algo simplesmente absurdo. No final, a contagem é de 1646 mortos, e Chuck está no nível 22.

O jogo é mais sobre zumbis do que já era,” finaliza Brady. Temos certeza disso.

Confiança

thumb1280x1280_3483170178_93ebda9502_o

A Capcom, por meio do criador de Dead Rising, Keiji Inafune, não estava certa sobre entregar o jogo para a Blue Castle. Inafune estava preocupado com a queda de qualidade, em troca de um número maior de inimigos.

“Não é apenas sobre matar zumbis a diversão do jogo,” diz. “Mas com tantos zumbis na tela, a variedade do jogo aumenta.”

Ele também se mostrou surpreso com a quantidade de zumbis que a Blue Castle conseguiu colocar no jogo.

“A Capcom tem uma tecnologia excelente, e eu não achava que eles conseguiriam aumentar aquele número. O resultado final está aqui.”

Inafune falou também que o que nós vimos é pouco comparado ao que veremos no final.

“O que vocês viram aqui é muito pouco comparado ao final. Temos coisas como história, personagens, multiplayer e outras coisas que não podemos revelar ainda, mas que vocês verão,” finaliza.

HYPE-o-METER

95%

( Empolgado )

Dead Rising 2 sai para PC, Xbox 360 e PlayStation 3 em 2010.

Ubisoft confirma Ghost Recon 4 e anuncia Splinter Cell Conviction para o Natal

A Ubisoft confirmou hoje que Ghost Recon 4 lança ainda neste ano fiscal, ou seja, até 31 de Março de 2010. Talvez o título seja provisório, mas de qualquer forma tenham em mente que a série Advanced Warfighter é considerada como Ghost Recon 3.

Eis aqui os lançamentos futuros da desenvolvedora:

- Sete franquias (incluindo Assassin’s Creed 2, Tom Clancy’s Splinter Cell Convictin, Rabbids Go Home, Red Steel 2, Ghost Recon 4 e Anno 1404).

− Quatro games licenciados (Avatar de James Cameron, Teenage Mutant Ninja Turtles, Cloudy with a Chance of Meatballs e Arthur and the Invisibles).

- Três franquias novas (R.U.S.E, I am Alive e um game de esportes para Wii).

− Novos títulos baseados nos sucessos Petz, Imagine e My Coach e novos jogos para Wii.

“Em 2008-09, nós… continuamos a investir de forma pesada no potencial futuro da Ubisoft, contratando 1,300 talentos para nossos estúdios expandindo bastante a companhia, fortalecendo nossas franquias e as preparando para a próxima geração de portáteis e consoles de mesa também,” disse o representante da Ubisoft Yves Guillemot.

“Os resultados desses esforços serão vistos antes deste Natal com um dos line-ups de jogos mais ambiciosos que irá incluir Assassin’s Creed 2, o Avatar de James Cameron, Splinter Cell Conviction, Rabbids Go Home e Red Steel 2.”

A notícia chegou enquanto a Ubisoft informou que suas vendas aumentaram em 14%.

Novo trailer de MAG

A Sony lançou hoje um novo trailer de MAG.

Por enquanto o FPS multiplayer com suporte para 256 jogadores não tem uma data exata, mas chega ainda esse ano com exclusividade no PS3.

O trailer mostra um pouco da jogabilidade e parece bem interessante. Confiram.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Preview - Velvet Assassin [Xbox 360, PS3, PC]




Desenvolvido pela alemã Replay Studios, "Velvet Assassin" tem como protagonista a agente secreta Violette Summer, personagem inspirada em Violette Szabo, que atuou durante a Segunda Guerra Mundial. Ela foi capturada, torturada e executada pelos nazistas aos 23 anos e seu heroísmo lhe rendeu postumamente a George Cross, mais alta condecoração civil do Reino Unido.

A missão é, durante a guerra, infiltrar-se em campos militares alemães na França, Polônia e na própria Alemanha, para depois sabotá-los, assassinando altos oficiais nazistas, resgatando reféns civis, destruir docas etc. Como todo bom agente secreto, Violette deve agir em silêncio sempre que possível, aproveitando as sombras para passar despercebida. Abrir fogo, em todo caso, é uma opção, mas nem sempre representa a melhor solução.

Para quem está familiarizado com a série "Commandos", da Eidos Interactive, "Velvet Assassin" vai soar familiar: os guardas, por exemplo, possuem três status de alarme - passivo, suspeito e alarmado -, e quando ele está no modo suspeito, é possível reverter a situação escondendo-se rapidamente. Caso o jogador não consiga, ele passa a ficar alarmado, e chama reforços.

O melhor a fazer, como em outros títulos do gênero, é permanecer escondido e observar a rotina dos inimigos para então tentar surpreendê-los. Não deixar rastros também faz parte do trabalho, o que significa esconder os cadáveres que o jogador deixar pelo caminho. Ao abater o adversário pelas costas, é possível desde cortar a garganta do coitado com uma faca até, sadicamente, puxar o pino da granada em seu cinto e sair de perto a tempo de assistir a explosão.

Com o "morphine system", o jogador pára o tempo por alguns segundos, o que possibilita ir até qualquer guarda e executá-lo de maneira brutal, um método extremamente eficaz quando os inimigos estão em alerta. Para acionar o recurso, o jogador deve coletar seringas espalhadas pelos cenários.

Ainda que o foco gire em torno da furtividade, o arsenal merece respeito: escopetas, lança-chamas e granadas dividem espaço com Colts, Lugers e MP-40.

Ao eliminar soldados nazistas, Violette evolui em experiência, melhorando características como saúde, furtividade e a duração da morfina, substância que causa o efeito especial de parar o tempo.

Embora "Velvet Assassin" não tenha a pretensão de ser extremamente realista, preferindo investir em uma narrativa que envolve os efeitos da morfina -, muitas locações reais serviram de modelo para recriar paisagens do game, tais como o porto de Hamburgo.

Assista :


Capcom irá anunciar 2 games na E3!

Captivate 09 com muitas novidades e vídeos. Marvel vs Capcom 2, Lost Planet 2, Dead Rising 2, Spyborgs, Resident Evil Archives e Darkside Chronicles, Dark Void e Bionic Commando. Quer mais? Ontem no Twitter da Capcom, a mesma avisa que na E3 deste ano, que acontece na primeira semana de Junho, ainda vai anunciar mais 2 games!!

Pow, para ficar perfeito só se fosse uma Mega Man X 9 HD para Live Arcade ou PSN! Ou qualquer outro Mega Man que não fosse parecido com aquela coisa de 8-bits lançado ano passado. Um Mega Man bonito, por favor!! Entretanto eu duvido muito que seja algo sobre o robôzinho azul. O Keiji Inafune, criadro da série, está atualmente ocupadíssimo com Lost Planet 2 e Dead Rising 2.

Algum palpite?

Controles de Dragon Age: Origins serão otimizados de acordo com a plataforma

dragonage8

Ray Muzyka, da BioWare, falou sobre os controles de Dragon Age: Origins. Você não deve esperar problemas nesse aspecto específico, já que a empresa irá criar os controles do jogo de acordo com cada plataforma.

“Nós adoramos criar para todas as plataformas, para que pareça que foi feito para o seu sistema,” disse.

“O jogo possui a mesma profundidade e acessibilidade em cada sistema, mas o controle vai ser customizado, e está sendo construído para que pareça que foi especialmente feito para aquele sistema.”

“Se você vai jogá-lo no PS3 ou no 360, você vai sentir que está jogando um ótimo, realmente acessível, rico, carregado em enredo, mundo fantasioso. E no PC, você vai sentir que está jogando uma experiência semelhante à de Baldur’s Gate, no estilo da BioWare que você aprendeu a gostar. Nós queremos entregar algo que encaixe em ambas as audiências, completou.

Dragon Age: Origins sai, simultaneamente, para PC, Xbox 360 e PlayStation 3 no segundo semestre.

Resident Evil Archives chega ao Wii em Junho

Direto da Capcom, chegaram as imagens de divulgação de Resident Evil Archives: Resident Evil, que trará de volta as emoções e o terror de um dos jogos mais consagrados da geração passada, agora compatível com o Wiimote.

Lançamento previsto para Junho desse ano.

Lionhead fará anúncio amanhã

fable21b

A Lionhead, responsável por Fable, confirmou por meio de seu gerente de comunidade, que fará um anúncio amanhã. Não esperem por algo novo, mas sim sobre algum DLC de Fable 2.

“Eu recebi a informação que amanhã teremos novas notícias e um novo conteúdo, então certifique-se de visitar nosso site! Sem mais detalhes.”

2K decreta: Multiplayer de BioShock 2 não comprometerá o single-player

BioShock 2 tem multiplayer. Nós não sabemos como será, mas nós sabemos que isso pode fazer parte do single-player perder a “magia”. Não é o que diz o designer Hogarth de la Plante.

“Nós reconhecemos que as pessoas podem estar com um pé atrás em relação ao modo multiplayer,” disse Hogarth ao Gameplayer.

“Muitos de nós somos grandes fãs do single-player também, então não tem como deixarmos de lado a experiência single-player.”

A produtora Mellisa Miller adicionou que a decisão de incluir um modo online ainda não foi decidida, mas se recusou a entrar nos detalhes.

2K Marin tem sido bem cuidadosa ao falar sobre as opções de multiplayer do título. Saberemos mais na E3.