segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Confiram uma entrevista do Produtor de Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados !!

Durante a BGS, Ryo Mito, Produtor de Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados, concedeu várias entrevistas e os pontos interessantes dessas entrevistas podem ser lidos logo abaixo:


P: O que o motivou a incluir, neste jogo, a saga de Asgard, que não existe originalmente no mangá?


R: Por causa dos fãs. Um monte de pessoas sempre nos perguntam, "por que não tem a saga de Asgard no jogo?" "Quando você vai colocar os personagens de Asgard?". Então decidimos colocar.

P: Como Soldiers' Soul (Alma dos Soldados) está conectado com Soul of Gold (Alma de Ouro), o mais recente anime?


R: Além de ter os 12 Cavaleiros de Ouro com armadura divina, há um modo chamado Batalha de ouro com uma história original, estrelado pelos doze cavaleiros.

P: Em termos de jogabilidade, o que mudou em relação ao último jogo, Bravos Soldados?


A versão do PlayStation 4 roda a 60fps, o que garante um movimento suave dos personagens. Além disso, com base no feedback dos fãs, nós fizemos ajustes no combate. Por exemplo: O ataque Big Bang (movimento especial) é mais fácil, tem mais combos, temos um tipo diferente de animação K.O (nocaute), bem como frases de assistência que pode ser equipado pelo jogador.

P: Passando um pouco para o anime: o que você achou de Soul of Gold (Alma de Ouro)?


R: Fazia muito tempo que não se tinha um anime na cronologia clássica de CDZ. Tivemos animes, como Omega, mas eles foram derivados. Então, só o fato de que ele ter sido lançado, nos deixou feliz. E o fato de que nós lançamos um jogo ao mesmo tempo nos deixou muito animado.

P: Séries como Dragon Ball, Naruto e One Piece ganham jogos durante todos os anos ou quase todos os anos. CDZ teve um jogo lançado em 2013, e agora nós temos Soldiers' Soul (Alma dos Soldados). Você acha que a franquia pode começar a ganhar títulos com a mesma freqüência desses outros anime?

R: Tudo depende do feedback dos fãs, mas há uma grande diferença entre CDZ e esses outros animes. One Piece ainda está sendo lançado e há novos personagens a cada ano, Naruto acabou apenas recentemente, mas CDZ chegou ao fim há muito tempo. É difícil adicionar novos recursos a cada ano, mas como a franquia ainda está crescendo, há a possibilidade de que as coisas novas surgirem e que podem ser adaptadas.

P: Existem ainda muitas sagas que ainda não fizeram sua estréia em um jogo: Como Lost Canvas, ou Next Dimension ... Em um possível próximo jogo, quais Sagas de CDZ que você gostaria de colocar em um jogo?


R: Adicionar personagens de Sagas derivadas é uma opção e penso sobre isso, mas ao mesmo tempo existem muitos personagens da série clássica que ainda pode ser colocado. Nós também temos a capacidade de criar histórias e personagens originais, ou personagens criados pelo jogador, mas é apenas uma ideia.

P: Soldiers' Soul (Alma dos Soldados) é o primeiro jogo dos Cavaleiros do Zodíaco a ter uma dublagem em Português do Brasil. Como a Namco Bandai vê o mercado brasileiro?


R: CDZ é muito popular em todo o mundo: Japão, Europa ... mas a popularidade da série no Brasil e na América Latina é enorme, por isso, atendemos o feedback dos fãs que que queriam uma dublagem no jogo. Queremos continuar a satisfazer todos os fãs.

P: Existe alguma possibilidade da franquia chegar ao Xbox One ?


Apesar do recente jogo da franquia sair somente no PlayStation 4, PS3 e PC (via Steam), isso não quer dizer que o Defensores de Atena jamais aparecerão no Xbox. "A Bandai Namco publica jogos para todos os consoles do mercado e sempre tentamos lançar games para os aparelhos onde os fãs de cada série estão", explica Denny Chiu, Diretor de Comunicação da empresa. "Atualmente estamos fazendo jogos de 'Cavaleiros' para consoles PlayStation, mas isso não significa que o Xbox não pode receber também".

O próprio produtor do jogo, o japonês Ryo Mito, reforça o fato pedindo o apoio dos fãs. "É importante que o público peça e seja insistente. Quanto mais forte for a voz dos fãs, mais vamos considerar essa possibilidade".

Pode até parecer papo de executivo, pra agradar os fãs, mas não seria a primeira vez que Mito-san fala algo do tipo - e algum tempo depois isso acontece! Em 2011, quando A Batalha do Santuário foi anunciada, a princípio seria um título apenas para Japão e Europa. Porém, fãs pediram tanto pelo game por aqui que ele acabou sendo também lançado no mercado brasileiro, incluindo legendas em português.

Vale o mesmo para Alma dos Soldados, que é o primeiro game estrelado pelos heróis a apresentar dublagem em português, incluindo as vozes clássicas do anime, algo que só aconteceu também depois de muitos fãs pedirem por isso.

Fonte: Omelete/Uol Jogos