sexta-feira, 4 de março de 2016

Epic acusa Microsoft de tentar monopolizar desenvolvimento de jogos no Windows !!

O chefe da Epic Games, Tim Sweeney, fez duras críticas à Microsoft e a Universal Windows Plataform (UWP), que irá criar um padrão universal para aplicativos compatíveis com o Windows e limitar sua distribuição à própria loja do Windows. Sweeney acredita que a UWP, será o primeiro passo para a criação de uma plataforma fechada dentro de uma plataforma no Windows 10, colocando restrições no ecossistema do PC e monopolizando a distribuição e comércio de aplicações. Algo que considera ser o gesto mais agressivo de uma companhia que depois de confrontos com as fabricantes, está agora agindo contra toda a indústria do  PC, até contra os consumidores.
http://www.outerspace.com.br/imgs_os/news/2015/uwp.jpg
"A Microsoft está se movendo contra toda a indústria de PC - incluindo os consumidores (e jogadores, em particular), desenvolvedores de software, tais como Epic Games, editoras como a EA e a Activision e distribuidores como a Valve e os bons jogos antigos. Eles estão restringindo a liberdade dos usuários para instalar software com todos os recursos possíveis no PC e subvertendo os direitos dos criadores e editores para manter um relacionamento direto com seus clientes."
Sweeney não se opõe aos planos da Microsoft em criar e gerir um serviço no qual distribui aplicações no PC, mas ao colocar restrições que reforçam o seu controle enquanto tiram margem de manobra aos criadores e consumidores, não é benéfico para ambas as partes. Sweeney relembra a prática enganadora que a Google faz com o Android, que tecnicamente é aberto, mas praticamente fechado. 
"O Android torna possível instalar aplicações de terceiros, fora da loja Google Play Store, necessário para o Google respeitar a licença Pública Geral do Kernel Linux. No entanto, a Google torna ridiculamente difícil que o utilizador possa fazer isso, desligando a opção por padrão, escondendo-a e enterrando-a. Não é um problema meramente técnico: faz com que a Google Play Store domine o mercado sobre as concorrentes, mesmo não sendo muito boa."
Sweeney diz que os consumidores, editoras e programadores devem se defender e que uma plataforma aberta brilha com conteúdos, enquanto o que a Microsoft pretende é um embaraço. Desde 1991 que Sweeney trabalha na plataforma e afirma que esta não é a primeira tentativa furtiva da Microsoft de procurar domínio."A Microsoft está fazendo uma reestruturação de seu sistema operacional para beneficiar a sua própria loja, enquanto injustamente prejudica lojas concorrentes de aplicativos, bem como desenvolvedores e editores que distribuem jogos diretamente aos seus clientes" 
Sweeney diz que não devemos ouvir as palavras da Microsoft mas sim atentar aos seus atos, pois quanto mais fechada se tornar a plataforma, mais perigo existirá para os consumidores e jogadores do PC.