segunda-feira, 16 de maio de 2016

Confiram um entrevista com o Presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima !!

Confiram logo abaixo a entrevista que Tatsumi Kimishima deu para a Asahi. Nela, ele fala sobre a Nintendo adentrando o mercado de filmes, fala sobre o Nintendo NX e sobre a empresa entrando no ramo mobile. 

http://player2player.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Tatsumi-Kimishima.jpg

- Vocês estão trabalhando atualmente em investir suas franquias em novos campos. Em Abril, a Nintendo vendeu sua parte dos Seattle Mariners; vocês vão investir o dinheiro da venda nisso?Não queremos fazer dinheiro simplesmente licenciando diretamente nossos personagens. Mas devemos investir pesadamente em novas áreas, como a produção de filmes. Quando finalizarmos essa venda, queremos usar parte do dinheiro nessas áreas.

- Por produção de filmes, você quis dizer longa metrages?
O mais comum são os filmes, mas há uma variedade de oportunidades em conteúdo de vídeo. Estamos conversando com diversos parceiros, e acho que poderemos finalizar algo em um futuro não tão distante.

- No passado, houve um filme live-action de Super Mario Brothers, certo?
Esse filme live-action não deu muito certo nas bilheterias. De agora em diante, queremos nós mesmos fazer as coisas, ao invés de licenciar algo.

- Você farão parceria com empresas de Hollywood?
Isso poderia ser uma opção. Mas não quer dizer que deve obrigatoriamente ser Hollywood; poderemos discutir algo assim que finalizarmos as conversas. No entanto, gostaríamos de trabalhar juntos com parceiro que podem ter sucesso em uma escala global.

- Isso quer dizer outro filme live-action?
Já tentamos isso, então talvez desta vez não.

- A intenção é ser como a Disney e a Pixar (companhias de animação em 3D)?
Temos um rol de franquias fortes, então queremos fazer algo com elas. Manteremos isso em mente, enquanto trabalhar para tornar isso realidade.

- Vocês anunciarão alguma produção em 2016?
Não posso afirmar um ano ainda, mas estamos conversando no momento. Claro que gostaríamos de usar qualquer renda proveniente deste ano, mas não posso dizer que adiaremos para daqui cinco anos. Quero algo concreto antes disso.

- Haveria filmes de Zelda e Mario?
Queremos usar as franquias que são mais populares. Mas não posso afirmar que “será um filme do Mario!”. Tudo que posso dizer é que faremos algo que todos possam gostar.

- Já que estamos falando de filmes, parece que a série Zelda seria uma boa escolha, considerando sua popularidade no ocidente.
Falando assim, claro que entendemos que é algo com uma alta demanda.
- Então, você acha que muitas pessoas querem um filme de Zelda? Isso mesmo.

- Acredita que esses filmes gerarão lucros para a empresa?
Nosso objetivo principal é aumentar o número de pessoas que conhecemos nossas franquias. Nosso negócio principal é criar jogos e hardware, mas a questão é como tornar esse negócio mais eficaz. E claro que a publicidade simples não adianta. Então, queremos criar outros negócios que apoiem nosso objetivo.

- No passado, existiram filmes criados pela Nintendo?
Nossas empresas parceiras criaram filmes como Pokémon, então não é uma área que desconhecemos totalmente.

- Pokémon é uma franquia que envolve jogos, filmes, brinquedos e todo tipo de coisas. Esse mesmo tipo de expansão seria possível para outros personagens da Nintendo?
É verdade que Pokémon se tornou um enorme sucesso, a aprendemos muito com isso, mas a questão é sempre se “este seria o caso para nossas franquias?”. Concluímos que essas coisas devem estar em ordem para guiar os consumidores até nosso negócio principal, mas que queremos seguir em frente com isso.

- O sr. Miyamoto está envolvido nesses negócios?
Claro. Ele ensinou muitos outros produtores de jogos, e como resultado disso, podemos tê-lo para no dizer qual franquia é melhor usarmos. Queremos a opinião dele no nosso negócio de filmes, também.

- Como está se saindo o Miitomo?
O número de downloads está dentro do esperado, mas o mais importante é queremos que as pessoas continuem jogando no app por um longo tempo. Tivemos diversos pedidos para facilitar a adição de amigos e para melhorar a velocidade do app, e estamos trabalhando nisso. Com o Miitomo, quanto mais amigos você adiciona, mais possibilidades você tem, e queremos implementar isso nos nossos próximos aplicativos.

- Seus próximos aplicativos serão os dois jogos que serão lançado no outono, certo?
Isso.
- A série Animal Crossing, onde os jogadores criam cidades-fantasia, tem fãs de todas as idade. O plano é fazer o aplicativo de smartphone se conectar com os jogos de hardware tradicional?Queremos que os jogos de smartphone trabalhem em sinergia com o hardware tradicional, então queremos tornar isso realidade. Sinto que nós da Nintendo fomos feitos para esse tipo de coisa.

- Quer dizer interagir com o 3DS?
Considerando os números de venda da plataforma, não acho errado imaginar isso.

- Fire Emblem é mais popular entre os fãs mais ávidos. É um SRPG em que você comanda um exército, afinal.
Exatamente por isso que achamos que seja uma boa pedida para smartphones. Mas se fôssemos copiar o jogo, não faria sentido. A questão é, quais partes de Fire Emblem ficariam boas em um smartphone? Essa foi a principal pergunta, e enquanto receio que a resposta disso seja um segredo industrial, estamos mantendo isso em mente enquanto desenvolvemos o app.

- Nos seus apps futuros o plano é haver mais monetização, mas há alguma preocupação no número de pessoas que gastam demais com jogos de smartphone?
No momento, não temos nenhum relatório oficial sobre isso. No entanto, jogadores dos jogos Nintendo não são pessoas que gastam qualquer coisa em qualquer DLC. Queremos achar um meio-termo que agrade a todos.

- Você disse anteriormente que cinco apps seriam lançados antes de março de 2017. Agora restam dois; o próximo finalmente será Mario?
Estamos trabalhando para planejar e desenvolver franquias que tenham alta demanda. Não posso dizer que “o quarto app será Mario”, mas estamos cientes do que as pessoas anseiam.

- O que pensa sobre seu console de próxima geração, o NX?
O hardware, a lineup de softwares, tudo dele é algo que quero eu mesmo jogar pela primeira vez.

- Ao lançá-lo em março de 2017, vocês perderão as vendas de final do ano. Não é um pouco tarde?
Isso é devido a nossa agenda de desenvolvimento de jogos. Quando as pessoas terminarem os títulos de lançamento, elas irão querer coisas para comprar na primavera, ou nas férias de verão, no Natal. Assim, não é simplesmente uma questão de quando o hardware ficará pronto; ao invés disso, precisamos garantir que nossa lineup de software esteja garantida.

- Isso é uma resposta às críticas que o Wii U fracassou devido à falta de jogos?
Essa foi uma experiência de aprendizado para nós. No entanto, também é verdade que estamos brigando com a taxa de conversão no momento também.

- Dado que o NX será lançado em março, isso não impedirá as pessoas de comparem consoles esse ano?
Nosso negócio é algo vivo. Claro, se comparar o Wii U com o Wii, você entenderá a situação. Quando o NX for lançado, os negócios do Wii U diminuirão. Mas o 3DS tem Pokémon sendo lançado no outono, e isso é algo tão grande que não acredito que o NX terá um impacto negativo no 3DS.

- Parece que o NX terá um efeito maior no Wii U pelo fato de ambos serem consoles.
Acredito que é possível. No entanto, o NX não é o sucessor do Wii U nem do 3DS. É uma nova maneira de jogar jogos, o que acredito que terá um impacto maior que o Wii U, mas não sinto que será um simples substituto do Wii U.

- A previsão para o ano fiscal que termina em Março de 2017 continua sem alterações do ano passado. No entanto, a projeção de vendas do Wii U estão 240 mil unidades aquém. Você acha que o NX venderá o suficiente para compensar essa diferença?
O NX ainda não tem previsão de vendas, então qualquer número seria um chute. No entanto, é verdade que será difícil, a menos que despertemos um forte interesse dos nossos consumidores no NX. Além disso, tenho grandes esperanças nas vendas dos nossos aplicativos de smartphone.

- Estamos curiosos sobre o preço. A Nintendo tem um histórico de consoles de preços compatíveis.
É verdade que há uma certa expectativa pelo preço dos consoles da Nintendo. Nossos desenvolvedores se esforçam bastante, mas não podemos ter prejuízos. O preço final é determinado ao pesar essas duas ideias conflitantes. Não acredito que seja simplesmente pensar que “por ser uma nova plataforma, podemos torná-la mais cara”.

Fonte: Wii Brasil