sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Reggie: "Nintendo tem que fazer um trabalho melhor para vender o NX aos consumidores"

A Nintendo aprendeu com o fracasso do Wii U e está determinada a não cometer os mesmos erros novamente com o NX, segundo foi dito por Reggie Fils-Aime, Presidente da Nintendo América, ao site [a]list. “Sempre que lançamos uma plataforma nova, sempre que lançamos um novo jogo crítico, aprendemos sempre. Estudamos sempre o que funcionou e o que não funcionou, e certamente fizemos isso com o Wii U, e continuamos a acreditar que a inovação da segunda tela foi um conceito válido,” explicou.

http://s.pro-gmedia.com/videogamer/media/images/pub/605x/nintendo_nx1.jpg

“Uma das coisas que temos que melhorar quando lançarmos o NX – temos que fazer um trabalho melhor para comunicar o posicionamento do produto. Temos que fazer um trabalho melhor a ajudar as pessoas a compreender o que tem de único e o que isso significa para a experiência de jogo. E temos que fazer um trabalho melhor do ponto de vista de planejamento do software para termos essa continua batida de novos jogos excelentes que estão motivando cada vez mais pessoas a comprar nosso hardware e cada vez mais pessoas a comprar o software. Essas são as lições críticas,” acrescentou.

“Temos que assegurar que as pessoas compreendem o conceito, temos que assegurar que temos um excelente catálogo de jogos, e quando o fizermos, teremos tendência a nos darmos muito bem.” Reggie também sugeriu que a Nintendo não precisa seguir o mesmo caminho da Sony e da Microsoft. “A Nintendo tem uma reputação apropriada de fazer a sua própria cena, por isso o que a Microsoft e a Sony decidirem fazer, isso é algo que eles têm que gerir,” disse. “Agora, vamos seguir em frente e comunicar mais e mais sobre o NX como for apropriado. Para nós, é tudo sobre a certa comunicação no momento certo. Acreditamos que temos alguns jogos que vão continuar a conduzir o nosso momento nesta época natalina, e acreditamos que temos um forte conceito para o NX, que vamos revelar no futuro.”