segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Ex-funcionário da Naughty Dog alega que foi assediado sexualmente !!

David Ballard, ex-funcionário da Naughty Dog, veio a público afirmar que foi assediado sexualmente enquanto trabalhava na produtora, criadora de séries como Uncharted e The Last of Us. Segundo Ballard, esta situação aconteceu no final de 2015, como podem ver nas suas declarações, traduzidas abaixo.

https://i.gyazo.com/521fb7e1ff3174082afad38b6d4c3210.png

“No final de 2015, fui assediado sexualmente na Naughty Dog por um líder. O meu ambiente de trabalho tornou-se extremamente tóxico depois disso,” começou David Ballard. “Em fevereiro de 2016 tive um esgotamento nervoso no trabalho e o departamento de Recursos Humanos da Sony se envolveu. Quando eu lhes contei sobre o assédio eles terminaram a chamada e me despediram no dia seguinte.

“Disseram que a empresa estava passando para uma direção diferente e que o meu emprego já não era necessário. Tentaram me silenciar ao  me oferecer 20 mil dólares se eu assinasse uma carta em como concordava com o fim do meu trabalho assim e que não falaria disso com alguém. Recusei assinar. Estou desempregado há 17 meses desde então,” continuou. “Quando os entrevistadores me perguntam o motivo de ter saído da Naughty Dog, digo que estava esgotado devido ao trabalho, com vergonha de chegar à raiz do problema de ser assediado sexualmente”.

“Estou falando agora graças à força que vi nos outros em falarem contra as experiências na indústria da televisão e do cinema. Esta é a coisa mais difícil que já fiz. Não vou deixar ninguém matar a minha motivação ou amor pela indústria dos videogames, as minhas paixões ou vida,” concluiu Ballard na série de mensagens publicadas no Twitter. Durante o fim de semana, a Naughty Dog emitiu um comunicado como resposta a estas acusações, como se pode ler no blog da produtora.

“Lemos recentemente nas redes sociais que um ex-funcionário da Naughty Dog, Dave Ballard, afirma que foi assediado sexualmente enquanto trabalhava na Naughty Dog,” começa a mensagem. “Não encontramos qualquer evidência de termos recebido alegações do Sr. Ballard que ele tinha sido assediado de qualquer forma na Naughty Dog ou na Sony Interactive Entertainment. O assédio e a conduta imprópria não têm lugar na Naughty Dog e na Sony Interactive Entertainment.

“Tomamos e sempre tomaremos relatos de assédio sexual e outros problemas no local de trabalho muito a sério. Valorizamos todas as pessoas que trabalham na Naughty Dog e na Sony interactive Entertainment,” continua o comunicado da produtora. “É de uma importância extrema para nós que mantenhamos um local de trabalho seguro e produtivo que nos permita canalizar a nossa paixão compartilhada na criação de jogos,” termina.

Dave Ballard foi funcionário da Naughty Dog durante mais de seis anos, tendo trabalhado em jogos como Uncharted 2, Uncharted 3, The Last of Us e, mais recentemente, Uncharted 4. Até ao momento ainda não se sabe se a Naughty Dog e/ou a Sony Interactive Entertainment vão emitir novos comunicados sobre o assunto. David Ballard não escreveu mais nada na sua conta Twitter desde que publicou a série de mensagens onde expõe as acusações.