Quantic Dream processa jornalistas franceses por denúncia contra o Estúdio !!

A Quantic Dream iniciou um processo legal contra os jornalistas franceses que em Janeiro denunciaram um mau ambiente no estúdio, acusando David Cage, o co-fundador, de tecer comentários xenófobos contra um funcionário turco, e Guillaume Fondaumière, o outro co-fundador do estúdio, de ter comportamentos impróprios perante as mulheres que trabalham na empresa.

https://i2.wp.com/imagescdn.tweaktown.com/news/5/2/52594_10_quantic-dream-debuts-footage-detroit-teasing-robot-drama-e3.jpg?resize=800%2C400&ssl=1

No dia seguinte à publicação dos artigos, fruto de uma colaboração entre os meios de comunicação Le Monde, Mediapart e Canard PC, a Quantic Dream negou as acusações e afirmou que já tinha preenchido uma queixa há meses. Agora, com Detroit: Become Human prestes a chegar às lojas, a Quantic Dream partiu para a ação e abriu um processo legal contra William Audureau, o autor do artigo do Le Monde, e também contra a Mediapart, de acordo com o site Kotaku.

“A reportagem foi escrita com sinceridade, seguindo uma investigação extensa e bem documentada, respeitando o princípio de que ambos os lados devem ser ouvidos,” comentou William Audureau ao Kotaku. “Mantemos a nossa informação.” O próprio David Cage confirmou, em um evento de Detroit: Become Human em Nova Iorque, que “estamos processando os seus jornalistas”. O site Kotaku relata que após essa informação vinda de David Cage, o relações públicas da PlayStation interveio, impedindo mais perguntas sobre o assunto. A primeira sessão em tribunal está marcada para Junho.

Compartilhar