Sea of Thieves mostra como a Microsoft pode navegar frente aos exclusivos do PlayStation !!

Não é segredo que a Microsoft luta para oferecer jogos exclusivos convincentes para o Xbox One. Até Phil Spencer admite que a empresa pode fazer um trabalho melhor. Em contraste, os exclusivos do PlayStation 4 como Horizon: Zero Dawn e Uncharted: The Lost Legacy obtiveram aclamação da crítica e venderam bem mais de 2 milhões de cópias digitais combinadas em 2017.

https://i1.wp.com/i.gyazo.com/thumb/1000/4c765e0f7dfd6f8894f3c5143118f1a4-png.jpg?w=800&ssl=1

Enquanto isso, a Microsoft confiou em jogos Third Party e Forza Motorsport 7 para levar o lançamento do Xbox One X. Aparentemente, a biblioteca de jogos da Microsoft parece ficar muito atrás da Rival Sony. No entanto, a fabricante do Xbox realmente tem algumas vantagens importantes que se tornarão evidentes com o lançamento do Sea of Thieves em Março.

Os estúdios First Party da Sony têm um histórico de ganhadores de GOTYs, mas essas são geralmente de um jogo de curta duração, com foco no singleplayer. A Sony tem lutado para publicar jogos com experiências multiplayer que gerem consistentes receitas elevadas a longo prazo. O sucesso de jogos como o Monster Hunter World da Capcom, que vendeu 1,6 milhão de cópias em Janeiro, mostra que os jogadores estão com fome de títulos que podem jogar online com amigos por meses ou anos após o lançamento. A falta de títulos multiplayer da Sony pode se tornar uma responsabilidade na paisagem atual.

Sea of Thieves é uma oferta completamente moderna de jogo como serviço. O jogo de ação-aventura pirata coloca uma grande ênfase no multiplayer que têm o potencial de manter os jogadores envolvidos por um longo tempo. Já provou ser um sucesso, inclusive entre os telespectadores. Na terceira semana de fevereiro, o jogo foi um dos 20 melhores no Twitch (por horas vistas) enquanto ainda estava em versão beta.

Sea of ​​Thieves está preparado para atrair uma grande base de jogadores, graças à sua baixa barreira à entrada no jogo. Como um título “Play Anywhere”, Sea of ​​Thieves permite que o Xbox One e os proprietários de PC joguem juntos. A Microsoft também fez as manchetes ao anunciar que Sea of ​​Thieves e outros títulos futuros seriam incluídos no seu serviço Xbox Game Pass. Qualquer pessoa que se inscreva para a assinatura mensal de US $ 10 poderá experimentar o título sem ter que pagar o preço de $ 60.

https://i1.wp.com/venturebeat.com/wp-content/uploads/2017/06/sea-of-thieves-e3-2017-swordfight.jpeg?w=800&ssl=1

A Microsoft está sacrificando algumas receitas iniciais do Sea of ​​Thieves para aumentar o apelo do Game Pass. O sucesso dos serviços de assinatura como Netflix e Spotify mostra que os consumidores geralmente preferem pagar uma taxa mensal fixa em vez de comprar conteúdo a la carte. A Microsoft acredita que os jogadores não são diferentes e que eles poderão converter esta preferência do consumidor em receita estável e recorrente que os proprietários de plataformas de música e vídeo abraçaram.

Rumores têm surgido que a Microsoft está procurando adquirir estúdios de jogos para reforçar sua seleção de jogos exclusivos, mas a empresa não precisa criar tantos jogos exclusivos como a Sony. Se Sea of ​​Thieves e futuros jogos podem manter os jogadores envolvidos por meses, a Microsoft pode fechar a lacuna com um pequeno número de títulos. A Sony atualmente lidera no espaço dos consoles, mas jogos como Sea of ​​Thieves são como a Microsoft poderia ganhar o futuro.

FONTE

Compartilhar