quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Rumor: Bungie quer que Destiny 2 seja um jogo totalmente novo no PC, PS4 e Xbox One

Destiny 2 chegará ao mercado em 2017 para PC, PlayStation 4 e Xbox One, segundo fontes disseram ao site Kotaku. A Bungie também pretende que a sequência seja como um novo começo, não apenas mais uma expansão. O rumor sobre a versão do PC apareceu no NeoGAF através do utilizador benny_a, que revelou ter um amigo na Activision que ouviu as notícias durante uma apresentação interna. benny_a também notou que a Vicarious Visions estará ajudando em Destiny 2, algo que o Kotaku afirma ter ouvido de duas fontes diferentes no início do ano.

https://i.gyazo.com/5e44e214481e93ef8006e101eb27c980.jpg

O site  Kotaku nota que durante os últimos meses ouviu que os responsáveis da Bungie querem que Destiny 2 tenha uma sensação de uma sequência real, não apenas um pouco mais do que os jogadores têm nesse momento. Com este objetivo em mente, o estúdio está preparado para abandonar planetas existentes, personagens e atividades do jogo. Pessoas ligadas à Bungie disseram ao site Kotaku que será um salto como foi de Diablo para Diablo 2. “D2 é um jogo completamente diferente,” disse uma fonte. “The Taken King foi um reboot para Destiny 1 para corrigir pequenas coisas. Esse é uma uma mudança para corrigir grandes coisas.”

Uma grande adição serão “play-in destinations”, um novo modelo de atividades que, segundo as fontes, mudará o mundo de Destiny com áreas de planetas populosas com cidades, postos e missões que são mais envolventes para os jogadores. Foi publicada informação adicional pelo insider shinobi602, que afirma que as novas “play-in destinations” são pensadas para “ter os jogadores a conduzir coisas e a tomarem decisões de atividade enquanto estão no controle do personagem, em vez de terem que sair para um hub de atividade. Pensem em WoW, carregam em um botão e formam uma lista de atividades que querem fazer enquanto jogam com o seu personagem”.

De acordo com Shinobi, um dos maiores focos de Destiny 2 será Cabal & Saturn. “Saturn é um espaço de jogo que será maior que todos os espaços de jogo combinados que atualmente estão implementados no jogo”. Se, e parece provável, a Bungie decidir deixar a progressão de personagens de Destiny para trás, acredita-se que os jogadores receberão algum tipo de recompensa. Shinobi acrescentou que “há conversas sobre a possibilidade de permitir que D1 continue o seu próprio cliente, o que é contra ao modo como Destiny opera neste momento, onde com a chegada de novo conteúdo, o velho cliente e conteúdos passam a ser obsoletos”. A maioria das 750 pessoas que compõem o staff da Bungie está trabalhando em Destiny 2, com os líderes a serem Luke Smith, diretor de Taken King, e pelo produtor Mark Noseworthy. Além disso, há também a ajuda da já mencionada Vicarious Visions, assim como da High Moon. A Bungie não comentou qualquer um desses rumores.

Fontes: Kotaku, NeoGAF