segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Game Boy quase foi um projeto barato e sem ambições !!

É impossível não considerar o Game Boy um verdadeiro pilar da Nintendo, uma das plataformas de maior sucesso na história da companhia, e na história dos videogames. No entanto as coisas poderiam ter sido bem diferentes. O antigo responsável pela área de Pesquisa e Desenvolvimento#1 da Nintendo, Satoru Okada, confirmou isso em uma entrevista para a revista Retro Gamer Magazine (via NintendoLife).

http://images.eurogamer.net/2015/articles/1/8/7/6/9/0/4/news-videogiochi-nintendo-game-boy-considerato-un-progetto-poco-costoso-senza-ambizioni-a-lungo-termine-148335314206.jpg/EG11/resize/600x-1/quality/80/format/jpg

"Quando eu era novo, eu era um pouco teimoso e muitas vezes ficava furioso com os meus superiores quando tentava defender as minhas ideias. O melhor exemplo disso foi o Game Boy. O Game Boy que vocês conhecem hoje em dia não tinha nada a ver com aquele que Yokoi tinha em mente. Ele viu o Game Boy como um sucessor direto do Game & Watch, o que significava um brinquedo barato, sem qualquer modelo de negócio e sem ambições a longo prazo. Para dar uma comparação clara, Yokoi queria que o Game Boy se parecesse com o Microvision e não teria durado mais do que um a dois anos".

"Por exemplo ele não se importava se havia editoras third party. Além disso ele só queria 'jogos rápidos', que se completassem e fossem esquecidos rapidamente. Eu queria que o Game Boy tivesse mais ambição, mais perto daquilo que a equipe de Pesquisa e Desenvolvimento#2 tinha conseguido com a Famicom: uma máquina criada para durar, com hardware que fosse bom o suficiente para jogar uma grande variedade de jogos de qualidade. Eu era o assistente do diretor da equipe de Pesquisa e Desenvolvimento#1 e tínhamos muitos argumentos sobre o assunto". 

"No final, ele cedeu e me disse furioso, 'Ok, faça o que você quiser!' E eu respondi: 'Muito bem! Mas você está me dando responsabilidade total?' e ele disse 'sim', e fiz o meu projeto do Game Boy. Yokoi deu apenas o seu selo de aprovação. No final, o Game Boy ficou muito mais similar ao Famicom do que ao Game & Watch. O hardware era bom suficiente para oferecer uma grande variedade de jogos e estávamos preparados para dar as boas-vindas às editoras third-party, com um verdadeiro kit de desenvolvimento, manuais de instruções, verdadeiro apoio, etc..." 

Sussu: Deus o abençoe, Satoru Okada...