quarta-feira, 22 de março de 2017

Michael Pachter não acredita no sucesso do Xbox Game Pass !!

Como vocês já sabem, a Microsoft anunciou o Xbox Game Pass, que permitirá aos jogadores pagar uma assinatura mensal e assim ter acesso a jogos como Halo 5, Mad Max, Saints Row 4, Fable 3 e Gears of War. Por $10 mensais, teremos acesso ilimitado a mais de 100 jogos e apresenta um serviço que está a sendo comparada a Netflix.

http://images.eurogamer.net/2017/articles/1/8/9/1/3/5/4/michael-pachter-nao-acredita-no-sucesso-do-xbox-game-pass-149018084694.jpg/EG11/resize/600x-1/quality/80/format/jpg

Michael Pachter falou sobre o Xbox Game Pass durante o seu mais recente Pachter Factor, após ter sido perguntado se isto seria o início dos jogos com modelos de negócio estilo Netflix, e quanto isso demoraria para ter sucesso. "Uma eternidade," disse Pachter. "A Netflix tem 93 milhões de utilizadores, provavelmente 100 milhões no meio do ano, de forma alguma a Microsoft consegue chegar perto disso." 

"Esse não é o início do programas ao estilo Netflix, a Gamefly foi o início dos programas ao estilo Netflix. A Gamefly era exatamente o que a Netflix era em 2006, DVDs pelo correio. O preço era muito mais alto, $20 e não sei os seus números, mas a última coisa que vi publicada eles tinham 1 milhão de consumidores pagando $20 por mês."

Pachter acredita que este é um modelo difícil de funcionar e mesmo por $10 por mês, o Xbox Game Pass não apresentou jogos recentes capazes de atrair um grande número de assinantes. "Eu vi o Halo ali, mas o Halo foi lançado no Outono de 2015, e foi o jogo mais recente que eu vi e depois vi um monte de jogos velhos. Posso estar enganado, mas as editoras estão relutantes em colocar seja o que for no Game Pass pois ainda acreditam que conseguem vende-los aos jogadores." 

Pachter reconhece que o serviço foi apresentado recentemente e ainda não se sabe muito, mas relembra que não vimos Grand Theft Auto V que é um jogo de 2014, pois a Take-Two ainda o consegue vender o jogo a $30/40 o que dificilmente permitirá ao jogo surgir no serviço da Microsoft. O analista não acredita que os videogames estejam entrando em uma era de modelos ao estilo Netflix, e estima que podem existir jogadores que assinem ao serviço, mas não 93 milhões de jogadores.