segunda-feira, 27 de julho de 2015

Segundo rumores, Kojima pode sair da Konami por razões econômicas !!

O podcast The Codec revelou mais informações sobre a saída de Hideo Kojima da Konami. Segundo o que foi dito, o criador de Metal Gear pode estar de partida da companhia japonesa por razões econômicas. Daley revelou que participou em uma série de entrevistas com Rika Muranaka, compositora de várias canções de Metal Gear Solid, e que daí percebeu que a razão para o litígio estaria em que Kojima não recebia uma porcentagem dos lucros do jogo, e que o seu salário era fixo, independentemente do sucesso de cada jogo. Isso em conjunto com as produções onde é gasto muito dinheiro, teria criado uma situação insustentável com a direção.


De destacar que estas declarações não são provenientes diretamente de Muranaka, mas sim de alguém que falou com ela. "A principal razão, pelo menos na sua opinião, é que Kojima tem um salário e não ganha qualquer extra pelos jogos. Pagam-lhe uma quantidade fixa e se gastou muito dinheiro adiando o projeto, adicionando muitas características, querendo fazer o maior e melhor jogo que pudesse, e a Konami não estava contente porque Kojima não parecia muito importunado com o adiamento. Gastava dinheiro nisso e naquilo, melhorando a Fox Engine, e mudando as datas porque o motor não estava pronto."

"A Konami não estava contente com isso, ele tem o seu salário e tem um papel tradicional do homem japonês ao não receber extras. Tem um salário um pouco melhor que um criador de jogo mas não tem qualquer incentivo por vender mais. Aos olhos de Rika Muranaka, Kojima é um criador espetacular, e provavelmente o melhor do seu tempo, mas não tem o faro para o negócio que a Konami gostaria. Por exemplo, em vez de otimizar um jogo, ele quer ter a certeza de que tudo tenha o melhor aspecto possível e que esteja o mais polido possível. Ela disse que, em Metal Gear Solids anteriores, pagaram a ela para que escrevesse de 30 a 40 canções, que acabaram por não sendo usadas, e que Kojima pediu muitas vezes que ela escrevesse mais canções porque sabia o que o público queria ver e ouvir".