quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Take-Two fala sobre SupMatto e os vazamentos de Borderlands 3 !!

A Take-Two Interactive confirmou, em uma declaração enviada ao site IGN, que está investigando o YouTuber SupMatto depois dos vazamentos de informação sobre Borderlands 3 e dos consequentes avisos de direitos autorais contra o seu canal. Ontem, a hashtag #BoycottBorderlands3 esteve em destaque no Twitter como resultado de um vídeo publicado por SupMatto. O Youtuber explicou que, depois de ter usado thumbnails das transmissões feitas pelos funcionários da Gearbox no Twitch enquanto testavam a extensão EchoCast, a Take-Two emitiu sete avisos por direitos autorais contra seus vídeos.



O YouTuber também revelou ainda que dois investigadores privados enviados pela Take-Two visitaram a sua casa em Julho, fazendo perguntas sobre o seu canal e sobre a transmissão no Twitch. Em declarações dadas ao site IGN, a 2K Games confirmou que está sim, conduzindo  uma investigação sobre o YouTuber e contou a sua versão dos acontecimentos. 

“A Take-Two e a 2K levam a segurança e a confidencialidade dos segredos comerciais muito a sério. A ação que tomamos é o resultado de uma investigação de dez meses e de um histórico desse criador ter lucros quebrando as nossas políticas, divulgando informação confidencial sobre o nosso produto, e infringindo os nossos direitos autorais,” afirmou o representante da 2K Games. A 2K Games afirmou ainda que o seu problema com SupMatto começou muito antes da questão da thumbnail do Twitch. O seu canal tem vídeos com informação correta sobre personagens e mecânicas de Borderlands 3, vídeos que foram publicados em 2018, muito antes do jogo ter sido anunciado oficialmente. 

SupMatto disse que as transmissões no Twitch que usou eram públicas, mas na declaração da Take-Two e da 2K Games isso é refutado, sendo dito que foi um exploit na segurança do Twitch que permitiu a SupMatto ter acesso aos thumbnails que estavam presentes em transmissões privadas.n“A informação que ele está compartilhando sobre a situação é incompleta e em alguns casos é falsa. Não só muitas das suas ações foram ilegais, como tiveram um impacto negativo nas experiências de outros criadores de conteúdo e dos nossos fãs durante a antecipação do jogo,” revelou o representante.

Também foi alegado que SupMatto indiretamente vendeu os vazamentos do Borderlands 3, dando-os a seguidores em seu canal Discord, que pode ser acessado se inscrevendo com uma assinatura de US $ 5 para seu canal no YouTube. No vídeo de SupMatto, ele revelou que seu canal do Discord foi encerrado e recebeu o seguinte aviso da Discord: "Sua conta estava envolvida na venda, promoção ou distribuição de fraudes, hacks ou contas violadas".

https://i.gyazo.com/5bbbd443ef2f7a31a83c1129a4d1661e.png 
Apesar de toda essa polêmica, a 2K e a Take-Two não estão pensando em agir judicialmente contra SupMatto, mas o site IGN descobriu que o Twitch e o Discord estão conduzindo investigações independentes ao seu canal e ao servidor.