quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Sony teria despedido dezenas de funcionários na PlayStation Europa depois do anúncio do PS5 !!

A Sony Interactive Entertainment teria despedido dezenas de funcionários na PlayStation Europa no mesmo dia em que o PlayStation 5 foi oficialmente anunciadoo, segundo revelado pelo site Video Games Chronicle.


As fontes da publicação afirmam que os diretores da Sony Interactive Entertainment America visitaram os escritórios londrinos da empresa para informar o staff que as enormes revisões de várias divisões, como Marketing e Relações Públicas, resultariam em demissões.

Os funcionários que foram afetados por essa reestruturação receberam um aviso e outros tiveram a oportunidade de participar em novas entrevistas para as posições que já ocupavam.

As equipes de serviços criativos da SIEA também foram atingidas com várias demissões. Em uma mensagem publicada - e logo apagada - no Twitter, um funcionário se queixou: “Odeio que isso vá ser engolido pelo anúncio do PS5”.

Além disso, também foi afirmado que a divisão da PlayStation Europa não tinha sequer conhecimento que o anúncio do PlayStation 5 estava prestes a acontecer. Os funcionários descobriram que a empresa tinha revelado o console oficialmente através da entrevista de Jim Ryan, CEO da SIE, publicada no site Wired. Ou seja, da mesma forma e no mesmo momento que os fãs.

No momento está havendo uma reestruturação na Sony. Por exemplo, os preços do PlayStation Now foram cortados para tentar que o serviço seja competitivo. Na semana passada, Atsushi Morita, Presidente da Sony Japan Asia, se retirou. E, ainda com mais estrondo, Shawn Layden, Presidente dos Worldwide Studios, saiu da empresa, com as razões pela qual ele saiu e quem vai i substituir ainda não terem sido reveladas.

Na notícia do site Video Games Chronicle é dito que as demissões foram causadas pela ambição da SIE em criar uma estrutura global centralizada e que a SIEA tem ganho gradualmente uma maior influência durante os últimos doze meses.

As divisões regionais da PlayStation tinham autonomia, sendo-lhes permitido escolher que jogos publicavam, definindo orçamentos de acordo com essas decisões. Contudo, afirma-se que as editoras externas não gostaram do quão fragmentado o mercado se tornou com esse sistema, com a SIEA estando agora na vanguarda das operações globais.

Depois da notícia ter sido tornada pública na noite passada, várias empresas se ofereceram para ajudar os afetados. Aaron Greenberg da Xbox publicou vários empregos na Microsoft. Por sua vez, a Undead Labs, produtora sobretudo conhecida pelo trabalho feito na série State of Decay, indicou vários cargos disponíveis na equipe.