segunda-feira, 8 de junho de 2020

Phil Spencer: "Estratégia do Xbox não se centra no número de consoles vendidos em 2020" !!

A Microsoft está preparando o lançamento do Xbox Series X, enquanto lida com os efeitos da COVID-19 e pondera os possíveis efeitos de uma recessão econômica mundial. No entanto, Phil Spencer compartilhou que o mais importante não é o número de Xbox Series X vendidos em 2020, mas sim o consumidor e os serviços que estão sendo apresentados. 

https://uploads.jovemnerd.com.br/wp-content/uploads/2020/02/v-phil-spencer.jpg

Em uma conversa com a BBC sobre como estão sendo geridas as expectativas do lançamento de um novo console em um mundo que lida com uma pandemia, Phil Spencer disse que existem medidas muito mais importantes do que o número de consoles vendidos. Questionado se os jogadores não vão levar em conta que o console será mais caro no lançamento, Phil Spencer disse que "as pessoas encontram um verdadeiro valor no investimento que fazem nos videogames." 

"Você pode comprar um console, comprar alguns jogos e isso vai literalmente dar para a sua família centenas de horas de entretenimento. Mesmo quando olhamos para 2008 e 2009, nessa recessão, vemos qual foi o impacto nos videogames, e eles se safaram. Queremos ter a certeza que fornecemos o valor correto aos consumidores."

"O preço será importante. Mas a nossa estratégia está centrada no jogador e não no dispositivo. Se esse não é o ano no qual uma família quer comprar um nova Xbox, não faz mal. A nossa estratégia não gira em torno de quantos Xbox eu vendo esse ano. Estamos focados em entregar serviços como o Xbox Game Pass, que permite às pessoas construirem a sua biblioteca por uma mensalidade. A retro-compatibilidade significa que o seu console vai rodar centenas e centenas de jogos. A Smart Delivery significa que quando transitarem para a próxima geração, os jogos vão com vocêss."

Phil Spencer relembrou ainda que os que estiverem em dificuldades financeiras poderão recorrer ao Xbox All Access e pagar mensalmente o Xbox Series X e desfrutar do poder da próxima geração. Além disso, ele acredita que medidas como número de jogadores, jogadores online, número de amigos, frequência com que jogam e os jogos que vocês jogam começam a ter muito mais importância do que o número de consoles vendidos.